O Taubaté deu um importante passo na busca pela elite do futebol paulista. Em reunião nesta quinta-feira, o Burro da Central assinou a renovação de contrato do técnico Marcelo Martelotte e sua comissão técnica, de olho na Série A2 do Campeonato Paulista de 2019.

À frente do Alviazul desde fevereiro, Martelotte assinou seu contrato e, paralelamente à disputa da Copa Paulista, já iniciou o planejamento para a briga pelo acesso no ano que vem.

"Era algo que a gente já tinha planejado. O trabalho que a gente vem fazendo tem como objetivo principal a Série A2 de 2019, então não tinha outra ideia que não fosse essa renovação. Era importante que a gente definisse logo, até porque a gente já está num período de contratações, observações, pensando também no ano que vem. Fico muito feliz por ter resolvido, agora é se planejar bem, montar bem o elenco e brigar pelo acesso", afirmou o treinador.

Ídolo do Taubaté como jogador, tendo começado e terminado sua carreira no Joaquinzão, Martelotte desde que assumiu o comando técnico da equipe tem um currículo invejável: 12 vitórias, 9 empates e 4 derrotas, com um aproveitamento de 60% dos pontos.

"Existe essa questão, a ligação com o clube, com a cidade. Isso traz uma responsabilidade maior, pela questão de você ter compromisso maior com o clube, ter sempre uma ligação com o Taubaté desde o início da minha carreira. Mais importante é sempre conseguir separar também, ter o comportamento mais profissional possível, porque é isso que vai nos dar condição de fazer um bom trabalho e ficar mais perto do objetivo final que é alcançar a elite", disse o treinador, que atualmente está com o Burro na liderança de seu grupo na segunda fase da Copa Paulista.

PLANEJAMENTO.

A assinatura do contrato foi feita nesta quinta-feira, com a presença do presidente em exercício Gilson Rezende e do presidente licenciado Eduardo Cursino. "O Taubaté deu um salto com a indiscutível qualidade do Marcelo, quando o trouxemos foi pensando em um planejamento a médio e longo prazo. Dentro da Copa Paulista havia essa intenção de mesclar experiencia com a base, que eu, Eduardo, o Rubens [Junior, executivo de futebol] e demais membros da diretoria confiamos e acreditamos, e ele aceitou esse desafio", afirmou o presidente.

"É um treinador conceituado, que é assediado por muitas equipes, mas que acreditou no projeto e no nosso trabalho sério. Estamos confiantes para o ano que vem, sabemos que pode ser o nosso ano, e para isso precisamos de um treinador do nível do Marcelo. Com salário em dia e tentando dar uma estrutura cada vez melhor, vamos em busca do nosso tão sonhado acesso e agora, quem sabe, em busca de algo grande na Copa Paulista", completou Gilsinho.

(Foto: Divulgação / EC Taubaté)